Novidades
31.08
Mudança total na skin.

31.08
Novos sistemas adicionados.

01.09
Reabertura do forum

Últimos assuntos
» Parceria Naruto Survival RPG
Ter Ago 08, 2017 9:35 pm por Survival

» [Parceria] Poké-Mythical
Qui Out 06, 2016 8:26 pm por Candy Sarah

» [Parceiro] Bulba RPG
Qui Set 29, 2016 3:17 pm por L Mars

» Naruto Chikara
Dom Set 18, 2016 12:35 pm por Guardian

» [FP] Guts Acarman
Qua Set 14, 2016 8:25 pm por diogocapv

» [FP] André Starqueza
Qua Set 14, 2016 8:25 pm por André Starqueza

» [Mini-Aventura] It's time to begin
Ter Set 13, 2016 1:23 pm por The Log Pose

» [Mini-Aventura] Voltando à Vida Normal
Ter Set 13, 2016 12:19 pm por The Log Pose

» [AVENTURA] - 4:20 - Hora de mais uma chance [AHGA ANAHR C. C.]
Seg Set 12, 2016 2:38 pm por Ahga Anahr C. C.

» Criação de Armas - Ikaros
Sab Set 10, 2016 10:41 pm por Ikaros

» [Criações - Armas] Jusha Gurubashi
Sab Set 10, 2016 10:06 pm por Petter Pendragon

» O menino de cabelos loiros - Aventura Ikaros.
Sab Set 10, 2016 8:25 pm por Ikaros

» [FP] Jusha Gurubashi
Sab Set 10, 2016 5:39 pm por Jusha Gurubashi

» Criação de Aventura.
Sab Set 10, 2016 1:50 pm por Jusha Gurubashi

» O Inicio do Caos - Aventura Tsuba
Sab Set 10, 2016 1:49 pm por Jusha Gurubashi

Parceiros

“Onnins Bulba RPG Pokémon Mythical

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar

FP - Alfred Reed Dantalion

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

FP - Alfred Reed Dantalion

Mensagem por Alfred R. Dantalion em Qui Dez 10, 2015 1:44 pm

Dados do Jogador


Nome: Gabriel
Idade: 19
Contato: Facebook: Gabriel Guerra

Dados da Personagem


Nome: Alfred Reed Dantalion
Idade: 19 anos
Raça: Humano
Data de Nascimento: 31/10
Sexo: Masculino
Dinheiro: 10.000 Berryes (Quantia fixa para todos)
Origem: East Blue - Shells Town
Localização: East Blue - Shells Town

Características da Personagem


Peso: 72 kg
Altura: 1,74m
Mão Predominante: Direita
Aparência: Alfred é um rapaz de cabelos pretos relativamente longos, que tapam suas orelhas. Possui um físico bem trabalhado de modo geral. Seus 60 kg são bem distribuídos pelos seus 1,62 m de altura. Quase nunca é visto sem um cigarro na boca. De modo geral, Alfred se veste sempre como um mordomo: camisa social, calça social, sapatos pretos de bico fino e colete. Suas roupas variam de um visual mais "neutro" (camisa branca, calça cinzenta e colete roxo) a um visual mais "dark" (no qual suas roupas são negras). Alfred também sempre usa luvas, que vão desde luvas brancas comuns a luvas negras, sem dedos. Ele frequentemente as troca no decorrer do dia.

Psicológico: Alfred é infantil, impaciente, sarcástico e adora lutar. Um de seus traços mais importantes é o fato de ele, em absoluto, não prestar atenção em nada que não o interesse, o que pode fazer com ele perca detalhes vitais sobre alguns assuntos. Ele também possui uma dose considerável de arrogância, deixando-se levar caso esteja vencendo a luta. Ele também provoca o oponente, xingando-o com uma enorme torrente de insultos. Possui também uma risada característica: "Kehehehehehe". Não fala sobre seu passado. COM. NINGUÉM.

 Outra característica importante de Alfred é a sua territorialidade: ele ODEIA que invadam seu espaço, embora fique um pouco mais "calmo" caso a justificativa seja "aceitável" (dizer que Alfred fica mais "calmo" é como dizer que "pedra" é mais macia que "aço"). Por ser um cozinheiro, adora cozinhar em absoluto e, embora possua certa proeficiência com armas, odeia os cabos, que podem machucar as suas mãos. Por isso, prefere armas de médio a longo alcance que não danifiquem as suas mãos. Por ser ver como um mordomo, sempre faz tiradas sarcásticas sobre isso, como dizer: "Mais chá, senhor?" no meio de uma luta. Por mais estranho que seja, sua dicção é perfeita.

 Ele perde a cabeça quando vê pessoas desperdiçando comida, pois ele bem conhece o esforço necessário para se fazer uma refeição suntuosa. Quando questionado sobre o porquê disso, ele responde: "Você me entenderia se soubesse cozinhar".  Também possui a irritante mania de colocar apelidos nos outros, normalmente baseados em algum traço físico ou de personalidade.


Estilos de Combate


1º Estilo: Wiremanship
2º Estilo:

Perícias e Ofícios


Perícias: - Improviso – sabe dar um jeitinho em situações que não há tempo de uma solução padrão.
- Avaliação de Ingredientes – sabe avaliar ingredientes frescos, podres, saudáveis e envenenados.

Ofício:
Cozinheiro

Vantagens e Desvantagens


Vantagens:
- Intelecto Intuítivo (Intuição Habilidosa)

Desvantagens:
- Vício (Cigarros)
- Sarcastíco


Atributos


Força: 2
Agilidade: 10
Destreza: 10
Resistência: 7
Percepção: 6
Inteligência: 9
Carisma: 1
Sorte: 6
Determinação: 3
Espirito: 6

Somas de Eficácia


( Coloque seus somas de eficácia. Inicialmente 100 pontos para distribuir )

Não esqueça de somar com os atributos, por exemplo, o campo “Corpo-a-corpo” tem a soma de Força*3 + pontos colocados nesse campo, os multiplicadores, ou divisores não surtem efeito na criação da ficha - Lembre-se da lei do equilíbrio).

Corpo-a-Corpo: 6 + 10 = 16
Manipulação de Armas: 30 + 10 = 40
Projétil: 18 + 10 = 28
Espiritualidade: 18 + 10 = 28
Precisão: 18 + 10 = 28
Durabilidade: 21 + 10 = 31
Mobilidade: 30 + 10 = 40
Ciência: 27 + 10 = 37
Mecânica: 27 + 10 = 37
Oratória: 3 + 10 = 13

Status


Health Points (HP)
100

Energy Points (EP)
100

Stamina Points (SP)
100

Full Speed (FS)
(Mobilidade)/5 = M/S


História da Personagem


 Alfred, até onde sabe, nasceu em Shells Town, no East Blue. Se nasceu mesmo ali ou se foi deixado ali pelos seus pais (para ser adotado ou para morrer, ele não sabia), ele próprio não poderia dizer. Ele fora criado por um sujeito alto, de aspecto aristocrático e que trabalhava como mordomo em uma mansão de algum endinheirado qualquer. Nunca soube porque o tal cara cuidava dele e nem nunca se interessou em saber.

 O nome do cara era Walter R. Dantalion.  Alfred sempre ficava em casa esperando Walter chegar, pois ele sempre trazia comida e o garoto não sabia  fazer nada para arrumar um trabalho. Ele contava sete anos nessa época.

 Um dia, Walter chega em casa do mesmo jeito que sempre, embora Alfred notasse a tensão nos ombros dele. Com o seu monóculo brilhando, Walter disse que ensinaria a Alfred tudo o que ele precisasse saber. O garoto se animou, pois finalmente poderia arrumar algum emprego e ajudar Walter, mesmo porque o pagamento que seus patrões lhe davam não era lá grande coisa. Walter, então imediatamente ordenou para que saísse.

 - Agora, é aqui que seu treinamento começa. - O mordomo disse. Treinamento...?

  - Mas, Walter, eu só preciso de um empre...

 - Você precisa de treinamento. Disciplina. Habilidade. Também lhe ensinarei uma arte, possivelmente a mais sublime de todas. Mas agora você precisa aprender a se defender.

 - A me defen...

 Walter tinha essa mania idiota. Interromper Alfred no meio das frases. Só que dessa vez a interrupção veio na forma de um senhor soco no estômago. Alfred resumgava, arquejava e ofegava enquanto ia recuperando o ar. Diabos. Desde quando Walter socava daquele jeito?

   - Levante-se. Vou te bater todos os dias até você aprender como se defender. - disse Walter.

 E ele cumpriu a promessa. Todos os dias Alfred levava uma surra, mas com o tempo foi ficando mais difícil para Walter acertá-lo. Alfred era bem menor e mais rápido e isso foi um fator determinante. Alfred tinha oito anos e, quando Walter terminou uma sessão de treinamento sem tocar num único fio de cabelo do garoto, o mordomo sorriu:

 - Hora da fase dois.

-------x-------

 A fase dois era treinamento com armas e a arte sublime da culinária. Alfred aprendeu a usar machados, espadas, lanças, etc. e embora ele tivesse algum talento com isso, o garoto gostava mesmo era de combate à média distância. Assim, quem era bom à distância ficava perto o suficiente e quem era bom perto ficava longe o suficiente. Kehe.

 Já quanto à cozinha, Walter era um tutor muito rigoroso. Vistoriava todo o processo de cozimento de qualquer coisa que fosse e fazia questão de provar. Mostrava os erros a Alfred e então os corrigia. Até Alfred fazer tudo certo, ele insistia em sempre repetir o mesmo prato. Ele vivia dizendo que cozinhar é uma arte que muitos sabem, mas poucos dominam. Alfred sabia cozinhar, mas não dominava a cozinha. Com o tempo, mesmo Walter (que era a pessoa mais chata para comida que poderia existir em todo o mundo) não tinha nenhuma objeção aos pratos do jovem cozinheiro. Sim, Alfred já pensava em si dessa forma.

 E a cozinha era como uma dimensão à parte, um mundo paralelo só dele no qual o jovem poderia ter seus pensamentos enquanto juntava inúmeros ingredientes de todos os locais imagináveis e inimagináveis em uma deliciosa mistura. Como resultado, ele se sentia como o rei da cozinha e odiava que invadissem seu reino.

 Durante o treinamento, Alfred (já com catorze anos), viu algo que o deixou deslumbrado. Era noite e Walter estava no meio do quintal , sozinho e de olhos fechados, com um monte de... coisas... metálicas (obviamente eram metálicas, pois estavam refletindo a luz da lua), mas que se moviam com uma fluidez parecida com água. Era como se ele houvesse transformado água em aço, mas mantendo algumas características da própria água.

 Walter manipulava aquilo com movimentos tão leves que mais parecia que aquilo respondia aos pensamentos dele, não às mãos. Quando Alfred se aproximou, o velho mordomo abriu os olhos e Alfred pôde de fato ver o que era aquela matéria estranha que ele manipulava com tanta maestria.

 Eram fios.

 Fios infinitamente leves e fortes. Alfred enconstou o dedo em um e viu seu sangue sair. Havia se cortado só de tocar um deles. Walter por sua vez ficou quieto. Eles tinham uma misteriosa empatia, palavras eram desnecessárias, mas um pequeno diálogo (que Alfred não sabe dizer se aconteceu mesmo ou se foi só na mente dele):

   - O senhor pode me ensinar?

 - Ensinar o quê, Alfred?

 - Os fios. Como usá-los.

 Ele esperava uma recusa, mas o mordomo deu uma risadinha e disse:

 - Começamos amanhã.


 Walter manteve a palavra. É claro, ele sempre o fazia. Cada um tinha um conjunto de fios ligados às luvas, através do qual eram manipulados. Era lindo. Os fios se prendiam, cortavam, dançavam num vaivém mortal, numa dança de morte que acaba com a morte de um deles. Ou não.

 Mais uma o tempo passa. Mais dois anos. Alfred agora tem dezesseis anos e sabe que Shells Town não é o seu lugar. Walter já havia notado que o temperamento de Alfred não era para o East Blue. Ele era muito rebelde para se assentar ali. O garoto queria mais. Queria aventuras, queria lutas, queria viver. O velho mordomo morde o lábio, notando a semelhança entre ele e o jovem mordomo. Sim, ambos já viam dessa forma, pois Alfred também fora educado por Walter para se tornar um mordomo se quisesse. Mas o garoto...

 Noite. Alfred dormia, sonhando com algo que ouvira falar enquanto servia uns Marines num restaurante qualquer enfiado num buraco anônimo da cidade. Ouvira falar sobre umas tais "Akuma no Mi", frutas especiais que davam poderes a quem as comesse. Tudo bem até aí. Mas um deles citou uma tal "Ito Ito no Mi", que dava ao usuário a capacidade de manipular fios. Aí ele se interessou. Queria aquela fruta. Queria lutar com o poder dos fios. Queria isso como nunca quisera nada antes.

 No seu sonho, ele estava numa ilha qualquer, abrindo caminho pela mata fechada quando viu uma árvore. Nela, estava uma fruta com o que pareciam ser mini-redemoinhos desenhados ali (ouvira falar que as Akuma no Mi tinham esse padrão e um gosto horroroso). Ele corria, não lhe importava o gosto que teria, só queria a fruta, estava quase lá, seus dedos roçavam a casca quando...

 BUM, BUM, BUM. Parecia que alguém queria arrebentar a porta com uma marreta. Alfred, meio bêbado de sono, vestiu-se (com os olhos fechados) e atendeu à porta. A cena o despertou por completo: era Walter, com seu uniforme imaculado todo sujo de sangue, mancando de uma perna.

 - O que...

 - Sem tempo para explicações. Apenas saia! - Walter gritou e passou a Alfred rápidas instruções onde se hospedar. O jovem mordomo ficou assustado, Walter nunca falava assim. Normalmente, mesmo quando dava suas ordens, falava de modo calmo e lento. Mas Alfred pensou que as explicações teriam que esperar e saiu logo da casa.

 Correu até se sentir gelatinoso de cansaço. Sim, gelatinoso era a palavra certa. Parecia que seus ossos haviam virado borracha e seus músculos, areia. Era uma pensão qualquer, localizada num canto escuro da cidade. Entrou ali e fez o procedimento padrão para alugar um quarto. Mas estava ainda meio anestesiado pelo que aconteceu com Walter. Ele fora para Alfred o mais próximo de um... pai... que ele teve. E o que aconteceu com ele? Emboscada, era óbvio. Mas quem? E por quê?

 Não adiantava. Era inútil se preocupar com coisas fora de seu controle. Inspirou fundo. Amanhã descobriria o que aconteceu com Walter. Alfred então desabou na cama, envolto num sono negro e turbulento.

------------x--------------

 No outro dia, Alfred foi até a sua casa. Esperava encontrar o velho Walter ali, as mesmas roupas impecáveis (ele inculcou isso em Alfred ao longo do tempo), o mesmo monóculo, o mesmo sorrisinho irônico de canto de boca...

 Ao invés disso, achou ruínas. Sua casa fora destruída e não havia rastro de Walter ali perto. O velho mordomo se fora. Sumira. O único traço que indicava que ele já esteve ali era o seu monóculo quebrado. Estava no chão, evidentemente estilhaçado por uma pisada. O velho não estava mais ali. O que aconteceu, talvez Alfred jamais soubesse.
---------FLASHBACK ON---------
 Estavam os dois conversando depois de um dia de treino, conversando trivialidades. Alfred tinha doze anos e tinha acabado de fazer seu primeiro prato com sucesso. Walter então mudou o rumo do assunto:

 "Alfred, você sabe por que estou lhe ensinando isso tudo?"

 "Não". A resposta foi sincera.

 "Temo não poder estar aqui sempre. Por isso, quero que você saiba se defender. Dessa forma, estarei mais calmo caso algo aconteça comigo."

"Nada vai te acontecer", o jovem sorriu.

"Mas, caso algo aconteça mesmo", respondeu Walter, mortalmente sério," viva. Viva, Alfred e siga suas aventuras. Você já sabe que essa cidade", ele fez um gesto com o braço," não é o seu lugar. Você deve encontrá-lo em suas aventuras. Reinvente-se. Cresça. Viva."

 Alfred engoliu em seco, mas guardou as palavras do velho Walter. A única coisa que não gostou foi o tom agourento do velho, como se... como se..."

---------FLASHBACK OFF---------

 A lembrança acabou de súbito, do mesmo jeito que começou. Ele às vezes divagava desse jeito. O velho tolerava esse comportamento, menos quando ele cozinhava. Isso poderia estragar um prato. Mas, de resto, tudo bem.

 Alfred inspirou fundo. Ele cresceria. Viveria, como o velho queria que ele fizesse. Walter lhe ensinou tudo o que ele precisava saber para começar uma nova vida longe dali, de um local que não foi feito para ele. E Alfred teria que achar esse local. O lugar dele.

 Ele iria embora em breve. Mas adotaria uma coisa do velho. Walter não cuidou dele desde que ele se entende por gente? Então, nada mais justo que Alfred tomar uma coisa do velho. Assim, sempre que perguntassem seu nome, ele diria um novo nome. Um que ele criou ao juntar dois antigos e intimanente ligados.

 Nascia Alfred R. Dantalion.
avatar
Informações
Mensagens : 3
Data de inscrição : 10/12/2015

Ficha do personagem
Atributos:
AtributosPontuação
Força05
Agilidade05
Destreza05
Resistência05
Inteligência05
Espírito05
Contato
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FP - Alfred Reed Dantalion

Mensagem por West Kidd em Qui Dez 10, 2015 5:34 pm

@Ficha aceita, bem-vindo ao fórum!

____________________________________________________________________________

Não clique no Spoiler!

Spoiler:
░░░░░░▄▀▒▒▒▒░░░░▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒█
░░░░░█▒▒▒▒░░░░▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒█
░░░░█▒▒▄▀▀▀▀▀▄▄▒▒▒▒▒▒▒▒▒▄▄▀▀▀▀▀▀▄
░░▄▀▒▒▒▄█████▄▒█▒▒▒▒▒▒▒█▒▄█████▄▒█
░█▒▒▒▒▐██▄████▌▒█▒▒▒▒▒█▒▐██▄████▌▒█
▀▒▒▒▒▒▒▀█████▀▒▒█▒░▄▒▄█▒▒▀█████▀▒▒▒█Você é rebelde, gostei
avatar
Informações
Mensagens : 430
Data de inscrição : 11/11/2015

Ficha do personagem
Atributos:
AtributosPontuação
Força10
Agilidade06
Destreza01
Resistência10
Inteligência05
Espírito08
Contato
Ver perfil do usuário
Agente do Governo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum