Novidades
31.08
Mudança total na skin.

31.08
Novos sistemas adicionados.

01.09
Reabertura do forum

Últimos assuntos
» Parceria Naruto Survival RPG
Dom Jun 18, 2017 3:35 pm por Survival

» [Parceria] Poké-Mythical
Qui Out 06, 2016 8:26 pm por Candy Sarah

» [Parceiro] Bulba RPG
Qui Set 29, 2016 3:17 pm por L Mars

» Naruto Chikara
Dom Set 18, 2016 12:35 pm por Guardian

» [FP] Guts Acarman
Qua Set 14, 2016 8:25 pm por diogocapv

» [FP] André Starqueza
Qua Set 14, 2016 8:25 pm por André Starqueza

» [Mini-Aventura] It's time to begin
Ter Set 13, 2016 1:23 pm por The Log Pose

» [Mini-Aventura] Voltando à Vida Normal
Ter Set 13, 2016 12:19 pm por The Log Pose

» [AVENTURA] - 4:20 - Hora de mais uma chance [AHGA ANAHR C. C.]
Seg Set 12, 2016 2:38 pm por Ahga Anahr C. C.

» Criação de Armas - Ikaros
Sab Set 10, 2016 10:41 pm por Ikaros

» [Criações - Armas] Jusha Gurubashi
Sab Set 10, 2016 10:06 pm por Petter Pendragon

» O menino de cabelos loiros - Aventura Ikaros.
Sab Set 10, 2016 8:25 pm por Ikaros

» [FP] Jusha Gurubashi
Sab Set 10, 2016 5:39 pm por Jusha Gurubashi

» Criação de Aventura.
Sab Set 10, 2016 1:50 pm por Jusha Gurubashi

» O Inicio do Caos - Aventura Tsuba
Sab Set 10, 2016 1:49 pm por Jusha Gurubashi

Parceiros

“Onnins Bulba RPG Pokémon Mythical

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar

[MINI-AVENTURA] Brisa Ondulante - Viole

 :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[MINI-AVENTURA] Brisa Ondulante - Viole

Mensagem por West Kidd em Qui Nov 26, 2015 8:52 pm

Título: Brisa Ondulante
Nome: Jyu Viole Grace
Tripulação: ...
Objetivo:

  1. Entrar na Pirataria
    Ganhar uma Lança
    Ganhar conhecimento do mundo (seja através de npcs a falar ou o q for)
    Arranjar um barco qualquer (mesmo que seja um bote)

Localização: West Blue - Las Camp

____________________________________________________________________________

Não clique no Spoiler!

Spoiler:
░░░░░░▄▀▒▒▒▒░░░░▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒█
░░░░░█▒▒▒▒░░░░▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒█
░░░░█▒▒▄▀▀▀▀▀▄▄▒▒▒▒▒▒▒▒▒▄▄▀▀▀▀▀▀▄
░░▄▀▒▒▒▄█████▄▒█▒▒▒▒▒▒▒█▒▄█████▄▒█
░█▒▒▒▒▐██▄████▌▒█▒▒▒▒▒█▒▐██▄████▌▒█
▀▒▒▒▒▒▒▀█████▀▒▒█▒░▄▒▄█▒▒▀█████▀▒▒▒█Você é rebelde, gostei
avatar
Informações
Mensagens : 430
Data de inscrição : 11/11/2015

Ficha do personagem
Atributos:
AtributosPontuação
Força10
Agilidade06
Destreza01
Resistência10
Inteligência05
Espírito08
Contato
Ver perfil do usuário
Agente do Governo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [MINI-AVENTURA] Brisa Ondulante - Viole

Mensagem por Viole em Dom Nov 29, 2015 4:04 pm


Brisa Ondulante
A Ilusão Do Sonho
Dia como outro qualquer, céu claro e limpo, quase sem nuvens perturbando a mente daqueles que ao mar fazem as saudações. Clima ensolarado acompanhado por uma brisa agradável que não poderia faltar nesta região. Observando de cima é fácil dar com a constante corrente de pessoas a caminhar em todas as direções possíveis. Alguns caminham para a direita, outros para a esquerda, outros em direção ao sul e até mesmo ao norte. Oras, até em direções que o nome não sei enunciar!

Algures entre a apressada multidão poucas são as figuras que permanecem indiferentes à mentalidade a que quase todos aderem, a mentalidade do escravo do tempo. Criaturas sem cor, vivem em função do tempo quando deveria ser o tempo que vive em função de nós. Desgraçados, todos eles! Pobres infelizes que vivem uma vida sem piada. Afinal, de que serve viver se não pela piada? Contundo, os poucos que decidem ir contra a norma do comum permanecem imóveis, como se invulneráveis ao tempo fossem. Sobre o cenário que os rodeiam eles colocam os olhos, olhos como quem olha para uma bela obra de arte. Entre estes escassos mestres da vida há o que sorri, o que tenta dormir e até mesmo o que canta.

Um jovem de vestimenta escura, longos e infinitos cabelos de castanho, permanece também indiferente a toda aquela correria. Jovem que se visto à distância talvez possa enganar o olho e por instante passar por mulher de beleza como nenhuma outra. Ainda assim, o rapaz parece ser um pouco diferente em relação aos outros que, como ele, não seguem com a multidão. Diferente porque a sua expressão facial não é a de quem está aproveitando o momento, mas a de quem está temendo o que observa.

Uhhh?! Mas aquele ali em baixo sou eu! E... - Viole dá por si a pairar no ar, experiência macabra, a de não possuir corpo físico. Até que ao olhar sobre o cenário deslumbrante adiante encontra o seu corpo, ali especado entre a multidão agitada. Instante após lhe por a vista em cima, Viole sente uma força atrativa que o puxa em direção ao seu corpo. Huh? Estou de volta ao meu corpo!! Que foi isto tudo?! - Gritara o jovem ao entrar dentro do seu corpo sentindo uma sensação horripilante, uma daquelas impossíveis de descrever por palavras a menos que alguém passe por ela. Usando cada uma das suas mão para sentir o seu corpo em várias zonas diferentes. Desde o beliscar ao apalpar, um conjunto de ações que aos olhos dos passantes talvez não fossem a de uma pessoa sã. Eu consigo sentir. Acho que não há nada de errado comigo. Mas que foi que se passou?!

Preciosos os primeiros segundos, os de quem procura por estabilidade emocional. Viole, não sendo diferente, fizera questão de aproveitar o seu longo curto intervalo. Alguma coisa como uns 5 minutos, ainda que parecera decorrer apenas 5 segundos para a vítima de tamanho acontecimento. Em seguida do intervalo, Jyu Viole Grace começara a observar os acontecimentos ao seu redor. Como se por coincidência, no exacto momento em que Viole encara o resplandecente Sol, um torvou descai sobre a terra seguindo-se de um tremor de terra. O caos ganha terreno na eterna batalha que se desenrola no coração do Homem, a das virtudes. Quem sobre tamanho caos tem lugar para colocar as virtudes em prioridade? Talvez só os loucos.  "Ahhhhhhh!!!!", "Socorrooooooooo!", "Cada um por si! Fujam!" - alguns dos imensos "gritos de guerra".

Os momentos seguintes são os que encontramos na nossa imaginação quando temos sobre tema o fim dos tempos. O céu escurece, o dia e a noite invertem a ordem natural das coisas. Uma ferida mortal é desferida sobre o sol, extinguindo as cores vorazes da sua vida e em seu lugar dá-se origem ao escurecido tom do sangue, o encarnado. Sol ensanguentado, a noite sobre o dia e as trevas sobre a luz. A única luz tendo lugar quando os poderosos raios descendem sobre os mortais e mesmo esses oscilam sobre a cor do encarnado. O que está a acontecer?! Isto não pode ser real!!! Impossível! - Um estado de negação instala-se sobre a consciência de Viole, consequência do medo. Suor frio invadem as suas costas, os tremores de terra parecem invadir o seu corpo. Não! Não, não, não... Isto não pode ser verdade. E... Eu vou contar... Contar até 3 e isto terá passado! UUUumm... Doiii... Doiiiiiiss! e ... TRRRÊS!!! - O jovem decide fechar os olhos e contar até três com a mesma ingenuidade de uma criança que se esconde por baixo das mantas com medo de olhar no escuro.

Abrindo os olhos, quase como se o tempo tivesse abrandado, ação bastante delongada, começando por olhar para o solo e levantando o olhar adiante e adiante, sentindo o coração aos pulos. Logo se depara com um pé, mas estranhamente o pé não parece humano. Pele negra, revestida com escamas, e no local onde deveriam estar os dedos encontram-se umas enormes garras. Uma imagem definitivamente não humana! Ainda assim, indo contra o bom senso, Viole decidira erguer o olhar por curiosidade. Ahhhhhhhhhh!!! - Visão horrenda, a anteriormente multidão desaparecera do nada e em vez disso uma multidão de figuras negras, sem rosto ou qualquer expressão facial. Nada, vazio, se não fosse por aqueles enormes olhos vermelhos sem qualquer expressão de vida, se não fosse o boca composta não por dentes, mas armas de rasgar e triturar ossos, mantendo um sorriso perverso ao encararem Viole. Tal era a vista que suas pernas sucumbiram ao pior dos inimigos, o medo. Tremendo por todo o centímetro do seu ser, Viole tenta se levantar no que chamaríamos de uma tentativa vergonhosa. Ainda assim, como se respondendo ao caos que se fizera sentir no profundo interior de Viole, o chão começara a tremer como nunca antes e um buraco se abrira de sólido solo envolvendo o jovem no eterno esquecimento, o nada.

NÃÃãããããã-oooooooo!!!!! - O rapaz acordara do pesadelo nessa preciso momento. Soado da sua testa até ao fundo das suas costas. Uma visão um tanto impressionado. Caso alguém fosse a passar por ali talvez fosse atraído pelo enorme berro do jovem Viole e caso não fosse pelo berro talvez fosse pela figura molhada. Fosse como fosse acabado de acordar de tal sonho, de certo que o jovem nem ligaria para o que poderiam achar de sua figura. Ahahahahahahahah! Foi só um sonho! E que belo sonho! Ahahahahah - Rindo com todas as suas forças, como se tivesse gozando de si próprio. Entenda-se que Viole é uma daquelas pessoas que é destemível, mas alguém destemível não é isento do medo. Também eles choram e temem por algo, mas o que os eleva acima de qualquer outro é a capacidade de enfrentar esses medos a capacidade de rir quando vivendo o desespero.

Bem, depois de um sonho assim o melhor é ir beber um pouco! Provavelmente deverei ter tempo de uma ou duas bebidas, antes de aparecer alguém a procurar por mim - Estando bem ciente que devido à identidade do seu mestre ele seria procurado mais dia menos dia. Mas essa preocupação ficaria para depois. Assim, Viole seguiria caminho pelas ruas em direção a um dos bares da ilha em busca de descontrair um pouco.

Nota:
Atenção que o descrito é um sonho, eu n estou a fazer-me passar por narrador!

Jyu Viole Grace
avatar
Informações
Mensagens : 8
Data de inscrição : 24/11/2015

Ficha do personagem
Atributos:
AtributosPontuação
Força10
Agilidade15
Destreza20
Resistência10
Inteligência10
Espírito15
Contato
Ver perfil do usuário
Agente do Governo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [MINI-AVENTURA] Brisa Ondulante - Viole

Mensagem por West Kidd em Seg Nov 30, 2015 12:55 pm

-- Brisa Ondulante --



Após um sonho um tanto peculiar, Viole acordou, um pouco fora de si, e começou com uma crise de risos. Várias pessoas que passavam pelo local fitaram o jovem, assustadas pelos gritos dados por ele. Ele contava com uma possível fama pelo seu mestre, o que não aconteceria até que ele fizesse a sua própria história no mundo. Com sede, procurou algo para beber, e um pouco distante de si, vislumbrou um bar. Ele resolveu adentrar neste estabelecimento. Dentro dele, encontravam-se vários marinheiros que comemoravam sua vitória sobre um navio inimigo, aquele seria um ótimo lugar para começar uma vida de pirataria.

Sentou-se em uma mesa perto de um balcão, longe dos marinheiros. Todas as armas estavam encostadas na parede ao seu lado, inclusive uma grande lança de ferro, perfeita para seu estilo, ele poderia roubar dos marinheiros. O atendente aproximou-se do aspirante a pirata e perguntou: - Em que posso lhe ajudar, senhor?

____________________________________________________________________________

Não clique no Spoiler!

Spoiler:
░░░░░░▄▀▒▒▒▒░░░░▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒█
░░░░░█▒▒▒▒░░░░▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒█
░░░░█▒▒▄▀▀▀▀▀▄▄▒▒▒▒▒▒▒▒▒▄▄▀▀▀▀▀▀▄
░░▄▀▒▒▒▄█████▄▒█▒▒▒▒▒▒▒█▒▄█████▄▒█
░█▒▒▒▒▐██▄████▌▒█▒▒▒▒▒█▒▐██▄████▌▒█
▀▒▒▒▒▒▒▀█████▀▒▒█▒░▄▒▄█▒▒▀█████▀▒▒▒█Você é rebelde, gostei
avatar
Informações
Mensagens : 430
Data de inscrição : 11/11/2015

Ficha do personagem
Atributos:
AtributosPontuação
Força10
Agilidade06
Destreza01
Resistência10
Inteligência05
Espírito08
Contato
Ver perfil do usuário
Agente do Governo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [MINI-AVENTURA] Brisa Ondulante - Viole

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Informações
Contato
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum